• LinkedIn
  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

Os Peregrinos Sem Fé

 

Dois homens partem numa viagem desesperada para Santiago de Compostela. Um é um médico humanista do séc. XVI; outro é um cantor lírico actual. Ambos são peregrinos sem esperança, sem vontade e sem fé. Mas ao longo do caminho, ao longo de uma viagem pontuada por memórias, tristezas e risos, ambos se revelam e se redimem.

 

“Uma intensidade trágica enche este romance com a melhor prosa.”

Tucho Calvo, revista “Biblos”, Espanha – 2007

 

 
 
 
Traduzido em galego
(ed. Biblos)